top of page

A dor da perda

Por Rita Tierno - saberterapeutico@gmail.com



Falar sobre a perda de alguém querido sempre é muito difícil.


Faltam palavras, sobra impotência. Pessoas parecem atordoadas, sem capacidade de pensar ou reagir.


Como alguém que já perdeu muitas pessoas na vida, posso dizer, baseada em minha experiência, que as palavras ditas ou ouvidas em momentos de perda, podem soar de maneira vazia, ocas, sem sentido, não trazendo o alívio esperado por quem as professa.


Certamente elas diminuem o sentimento de impotência, sentido diante da morte, sendo natural que o ser humano queira fazer algo para amenizar essa sensação desconfortável e limitante.


No meu caso particular, ajudou estar perto de pessoas que me entendiam , ao invés de tentarem expressar o que não dava para ser sentido, feito ou compreendido no momento da perda. O silêncio, a quietude e a presença dessas pessoas , sem a ansiedade por ajudar, me amparou mais do que palavras.