top of page

Alienação Parental

Atualizado: 15 de fev. de 2021

Domingos Marini / 23.01.2021 / domingosmarini4@gmail.com


A Síndrome de Alienação Parental (SAP) é um distúrbio no qual a criança cria um sentimento de repúdio a um dos pais devido a doutrinação pelo outro progenitor ou tentativas da própria criança de deformar a imagem de um dos pais.


Esta Síndrome é reconhecida como o mecanismo de comportamento, em algumas famílias, durante o divórcio não sendo reconhecida como desordem pelas comunidades médica e jurídica que alegam falta de validade científica e confiabilidade.


Ruiz e Cardin referem que a alienação parental sempre existiu, mas que, nos tempos mais recentes, é que mediante a valorização do afeto em todas as relações de família e maior informação quanto a paternidade mais responsável permitiu-se a ter maior observância para sociedade desse comportamento.


A ruptura da vida conjugal pode impulsionar a não elaboração do luto de separação, o sentimento de rejeição e traição e o desejo de vingança.


O alienador pode ser o guardião da criança (pais ou familiares) onde é possível a ocorrência das situações a seg