Covid-19: informações básicas

https://portugues.medscape.com/verartigo/6506405?src=mkm_ptmkt_210613_mscmrk_ptexcnws_nl&uac=344910BG&impID=3430762&faf=1#vp_2

Você pode ver o artigo completo no link acima



Perfil mais jovem

O hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba (PR), maior centro de saúde exclusivamente pediátrico no país, registrou na segunda-feira (7) a internação de 22 crianças e adolescentes com covid-19, sendo sete diretamente em terapia intensiva. É o maior número desde o início da pandemia.

O impacto da vacinação em massa

Publicado pelo periódico Nature Medicine no dia 10, um estudo avaliou o impacto da imunização em massa da população no período em que indivíduos com menos de 16 anos não foram vacinados. Os pesquisadores observaram que, em média, para cada 20 pontos percentuais de indivíduos vacinados na faixa etária entre 16 e 50 anos, a fração de teste positivo para a população não vacinada abaixo de 16 anos diminuiu aproximadamente duas vezes.

Proteção contra as variantes

A vacina anticovídica produzida por Pfizer/BioNTech protege menos contra a variante Delta, conhecida como B.1.617.2 e inicialmente identificada na Índia, de acordo com um novo estudo publicado dia 3 de junho no periódico The Lancet. Os níveis de anticorpos também parecem ser mais baixos em pessoas mais velhas e diminuir com o tempo, sugerindo que alguns indivíduos poderão precisar de dose de reforço no próximo outono do hemisfério Norte.

Na América Latina, análise apontou o impacto negativo que a pandemia teve no atendimento ao paciente com câncer: atrasos no diagnóstico oportuno, redução dos procedimentos cirúrgicos e absenteísmo de pacientes. Além disso, a desigualdade no acesso às vacinas continua causando estragos. O presidente da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) afirmou que pode levar anos para controlar a pandemia na região. Os casos estão aumentando na Bolívia, Colômbia, Argentina, Uruguai, Peru, Haiti, Trinidad e Tobago. No Chile, nem mesmo a vacinação acelerada está conseguindo conter o aumento do contágio.

O governo do Peru fez uma revisão dos dados sobre o número de mortes relacionadas à covid-19. O número atualizado é quase o triplo do que foi relatado anteriormente, tornando o Peru a nação com a maior taxa de mortalidade.

No Reino Unido, pessoas com 25 anos ou mais estão sendo vacinadas na Inglaterra, mas 10% da população se encontram sob novas restrições para ajudar a conter a propagação da variante Delta. Isso pode atrasar os planos de reabertura do primeiro-ministro Boris Johnson a partir de 21 de junho. Em uma pesquisa feita com leitores do Medscape no Reino Unido (foram 565 respostas), 78% apoiaram a demora no levantamento das restrições. Houve uma corrida para que turistas britânicos voltassem de Portugal nas primeiras horas da manhã de segunda-feira para evitar a quarentena depois que o país foi tirado da lista 'verde' de viagens.

A vacinação nos Estados Unidos parece seguir lentamente, embora o presidente Biden tenha pedido “um mês de ação” para atingir 70% dos adultos com pelo menos uma dose da vacina até 4 de julho. Atualmente, o percentual está em 63,8%. De acordo com os Centers for Disease Control and Prevention (CDC), 50% dos americanos com 12 anos ou mais (a população elegível para ser vacinada) foram completamente vacinados. Casos e mortes caíram drasticamente no país, embora milhões permaneçam em risco sem terem sido vacinados.

Na terça-feira (8), o infectologista Dr. Anthony Fauci disse que 6% das infecções nos EUA são causadas pela variante Delta, identificada pela primeira vez na Índia. Ele implorou aos americanos que tomem a vacina antes que essa cepa se firme no país.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo