top of page

O que as sequelas da Covid-19 têm em comum com a Síndrome Pós-viral entendida pela MTC

Atualizado: 15 de fev. de 2021

Vera Marini / 27.01.2021 / psicologiasaudenarede@gmail.com

Sabe-se hoje que a Covid-19 pode atingir órgãos vitais como pulmões, coração, rins e cérebro pois, assim que entra no corpo, o vírus toma conta das células das vias respiratórias e dos pulmões transformando-os em fábricas do vírus que se espalham para outras células do corpo.

A partir dessa invasão, o corpo começa a ativar de modo maciço os sistemas de defesa (inflamação sistêmica) que quando em excesso pode atacar órgãos vitais.

Após meses de pandemia, pacientes que tiveram formas leves da Covid-19, sem hospitalização, têm procurado auxílio médico para relatar o retorno dos sintomas, após terem sido considerados curados, descrevem que alguns sintomas persistem como se a infecção tivesse se tornado crônica.

Esses pacientes em sua maioria são mulheres com uma vida relativamente saudável, sem a presença de comorbidades como diabetes e obesidade, entretanto homens também não estão livres de tal situação.

Os sintomas relatados são insônia, cansaço crônico, cardiorrespiratórios (tosse, falta de ar ou opressão no peito), refluxo gastroesofágico ou outros problemas digestivos, diarreia ou aceleração do trânsito intestinal, dores de cabeça, mal-estar geral, perda de peso, dificuldade para recuperar a massa muscular, problemas de concentração e memória.

Em doenças como uma forte gripe, algumas pessoas podem necessitar de um período maior e mais demorado de convalescença, apresentando sintomatologia por vários meses, nestes casos os exames l